Truques para otimizar espaço em apartamentos pequenos

Com projeto de marcenaria bem elaborado, é possível explorar cada centímetro do apartamento pequeno. Vem conferir truques essenciais de decoração

Texto: Camila Ochoa | Fotos: Mariana Orsi (Divulgação) 

Morar bem em 29 m2 parece impossível, não é mesmo? Só de pensar em otimizar sala de estar, jantar, cozinha e quarto em uma metragem tão enxuta já vem aquela sensação de aperto. O projeto comandado pelas arquitetas Ana Cecília Toscano e Flávia Lauzana, da ACF Arquitetura, desmistifica essa ideia, mostrando
que é possível viver com muito conforto em apartamentos pequenos e ainda reservar espaço para receber os amigos.

Sem paredes dividindo quarto, sala de jantar e cozinha, parte da área social e a íntima foram integradas e decoradas de forma a manter a unidade visual. As portas que dividem varanda e área interna foram preservadas, e o ambiente externo recebeu função de sala de estar. A marcenaria foi a grande aliada do projeto – com as boas soluções desenhadas pelas arquitetas, ficou mais fácil aproveitar cada centímetro disponível.

A madeira freijó é a protagonista do mobiliário, com muitas saídas inteligentes, como o painel de TV que conta com nichos na parte superior e um armário na parte lateral. Outro recurso utilizado e que ajuda a criar a ilusão de espaço maior foi manter o pé direito original, sem rebaixamento com gesso. Os trilhos aparentes estão super em alta e permitem direcionar os focos de luz para onde quiser.

Sem espaço para um mancebo, a solução é dispor cabideiros na parede.

A cama-deck também faz as vezes de sofá. Além disso, tem um alçapão para guardar um colchão extra e gavetas para as roupas de cama e banho.

Até os menores espaços foram bem aproveitados, repare que o guarda- roupa foi disposto entre a cama e a porta que leva ao banheiro.

Cores pontuais

Sem rebaixamento do teto, não se perdeu nenhum centímetro do pé-direito do apartamento, e na cozinha o espaço vertical foi bem explorado com armários e prateleira. “Para a pia, optamos por uma bancada em concreto. A iluminação de todo o apartamento com trilhos deu um ar moderno ao projeto. Em contrapartida, a marcenaria feita em madeira freijó e o colorido dos azulejos trouxeram o conforto que faltava”, completam as profissionais.

O frontão da cozinha recebeu azulejos da Lurca. Já a mesa e as cadeiras da sala de jantar são do modelo Dinda, da Oppa.

Paredes vazias? Que nada! Até o pequeno espaço entre a bancada da cozinha e a porta de entrada foi utilizado para dispor a prateleira de livros. Com pouca profundidade, não interfere na circulação do ambiente.

Para ampliar o espaço de armazenamento, as arquitetas lançaram mão de um rack com portas de correr. Prateleiras aéreas também dão uma mãozinha na organização do ambiente.

Para esconder a condensadora do ar-condicionado a saída foi dispor uma caixa laqueada em roxo – mesmo tom usado no rack da televisão.

Varanda reinventada

A pedido do proprietário, as arquitetas mantiveram as portas da varanda. “Do lado de dentro colocamos uma persiana blackout para garantir baixa luminosidade e conforto acústico na hora de dormir“. Já a varanda, que tem um skyline lindo de São Paulo, se transformou em uma sala de estar e home theater, na mesma linguagem do restante do apartamento.

Revista Decorar Mais Por Menos – Ed. 70