Adorno rupestre é a cor eleita pela Coral para 2018

O tom cinza rosado é a grande aposta da marca que apresenta outras 36 tonalidades como tendência para 2018

Texto Redação | Fotos Divulgação

O Colour Futures™ – estudo sobre tendências internacionais de cores da AzkoNobel,– que traz como a cor do ano de 2018 o tom “Adorno Rupestre“, da Coral. A nuance cinza rosada é suave e quente, remetendo às pinturas dos primeiros abrigos da humanidade e ao aconchego da madeira natural, que contribui para deixar o ambiente mais acolhedor. A cor se destaca em um momento de imprevisibilidade e insegurança em todo o mundo, capturando o desejo em comum de “uma casa que acolhe”, sentimento eleito como tema central do estudo, que comemora a sua 15ª edição.

Com desejo que o lar seja o nosso santuário, o lugar onde podemos diminuir o passo, recarregar a energia e nutrir nossos valores. A marca fez uma extensa pesquisa, que envolveu experts em cores da AkzoNobel e 11 designers e observadores de tendências ao redor do mundo, oferecendo uma ampla visão sobre diferentes reflexões e culturas.

As paletas de cores do CF18
O Colour Futures™ 2018 identifica três personas e revela como cada uma delas reage à imprevisibilidade: Afetuosa, Aberta e Tranquila. O ponto em comum é o fato de todas buscarem uma casa que acolhe, traduzido na “Casa de Adorno Rupestre”. No total, são 37 tonalidades separadas em quatro paletas em que a Cor do Ano está incluída.

“A Casa Convidativa”, aberta, faz jus ao nome; traz conforto e conveniência para quem busca fortalecer os laços com a família e os amigos. A luz natural adentra o espaço, os sofás enormes acolhem a família, e todos se reúnem na mesa de jantar. Os tecidos são algodões e linhos, e o estilo é informal. A paleta é para aqueles que querem se conectar com as pessoas que lhes são mais importantes. Tons frios de azul estimulam uma abordagem lúcida da vida, enquanto os neutros descontraídos e o verde-mar satisfazem a necessidade de conexão.

“A Casa Lúdica”, associado à tranquilidade, mostra um espaço cheio de vida para criar, sonhar e revigorar os sentidos. O lugar é ideal para se inspirar nos músicos, autores e artistas favoritos, recebendo amigos que pensam de forma parecida. Há um senso de energia com pontos focais de cores vibrantes e plantas nas paredes. Verdes amarelados e dourados ajudam a estimular as sinapses e encorajam uma abordagem criativa para a vida.

“A Casa Adorno Rupestre” sintetiza o tema central do estudo “Uma casa que acolhe”. Bastante versátil, com o chocolate suave fluindo para tons mais ousados de azul noite e violeta, a coleção de cores traz equilíbrio e oferece uma sensação de conexão entre os mundos interno e externo. Tecidos de texturas delicadas contrastam sutilmente com a lisura do mármore e do cobre, e móveis usados convivem com peças mais novas de formas geométricas. Há também a conexão com a natureza, mas sempre com a tranquilidade de estar em casa.
« 1 de 2 »